Geral

Anelídeos



Minhoca: exemplo de anelídeo

O que são - definição biológica

Os anelídeos são animais invertebrados, com aspecto vermiforme, que possuem o corpo segmentado em anéis.

O filo Anellida é grande e diversificado, possuindo cerca de 16.500 espécies (conhecidas até o momento).

Habitat

Os anelídeos, de acordo com a espécie, vivem em ambientes terrestres e marinhos. Algumas espécies são dulcícolas, ou seja, habitam ambientes de água doce.

Resumo das principais características dos anelídeos:

- Possuem corpo com formato cilíndrico, alongado e composto por anéis.

- Os anéis não representam apenas divisão externa dos anelídeos. Nestes vermes, os órgãos internos ficam localizados em determinados anéis do corpo dos animais.

- Apresentam simetria bilateral.

- Apresentam sistema digestório completo (possuem boca e ânus).

- Possuem sistema circulatório fechado, com presença de sangue.

- A maioria das espécies terrestres possui respiração cutânea. Os que habitam ambientes aquáticos são dotados de brânquias (filamentos que atuam na respiração).

- Presença de musculatura na parede corporal, responsável pela movimentação do animal.

Reprodução

Em algumas espécies de anelídeos a reprodução é sexuada (troca de material genético, gametas femininos e masculinos), enquanto em outras é assexuada (sem presença de gametas masculinos e femininos).

Exemplos de Anelídeos:

- Minhocas

- Sanguessugas

- Nereides

- Serpula vermiculares

- Poliquetas (vermes marinhos)

Curiosidades biológicas:

- Existem anelídeos de diversos tamanhos, variando entre 1 milímetro e 3 metros de comprimento.

- A palavra "anelídeo" deriva do latim, onde annellus significa anel.

- A minhoca, um dos anelídeos mais conhecidos, é um animal hermafrodita (possui órgãos masculino e feminino no corpo).

Sanguessugas: outro exemplo de animal anelídeo.